Jeep Cherokee, Liberty e Wrangler ano 2003 em diante - quebra conversor de torque do câmbio automáti

Prevenção: a melhor forma para evitar gastos elevados com o câmbio automático do seu Jeep

Os Jeeps Cherokee, Wrangler e Liberty de 2003 em diante equipados com a transmissão 42RLE vem apresentando uma importante recorrência de quebra de conversor de torque do câmbio automático. Separamos algumas imagens de dois conversores danificados com a mesma característica. Um deles com o dano no início e outro em avançado estágio de comprometimento estrutural de componentes.


Veja abaixo a peça nº 1, a arruela de deslizamento entre a turbina do conversor para o estator, está totalmente comprometida, já na peça nº 4 a arruela de um conversor no início do processo de desgaste.

Como fazer para prevenir que, no caso de o conversor de torque esteja em início do problema venha a danificar gravemente o restante da transmissão automática?


Procure-nos para executarmos gratuitamente a coleta de amostra do fluído ATF para analise. Caso necessário executar troca de óleo na hipótese de que haja material solido ou metal em suspensão no fluído.


Este exame é bastante simples e rápido, bastando retirar uma amostra de óleo com o uso de uma seringa de sucção e realizar os procedimentos técnicos de análise, esta operação não toma mais que 20 minutos. Nesta operação é possível verificar nível de degradação do óleo bem como presença de envernizamento do fluído.


Qual deve ser o procedimento ao constatar qualquer anomalia?

Ao se constatar a presença de material sólido proveniente da desfragmentação de discos de embreagens, cintas ou o próprio elemento de fricção do Lock-up do conversor de torque, deve-se remover a tampa inferior, ou cárter de óleo do câmbio, para inspeção de fragmentos e troca do filtro de óleo. Neste procedimento, ao se constatar a presença de fragmentos de metal de qualquer natureza deve-se fazer a remoção do câmbio para, inicialmente abrir o conversor de torque para recondicionamento e troca de partes internas danificadas, e se for o caso, abrir a transmissão para eventuais reparos a fim de evitar dano generalizado das partes internas do câmbio.

Neste caso, deverá se proceder, além da abertura do conversor de torque a desmontagem completa da transmissão incluindo-se a desmontagem da Caixa Mecatrônica de Válvulas Hidráulicas e limpeza do sistema de arrefecimento.

Na hipótese de que o estator ou a turbina do conversor de torque ainda não estejam danificados, deve ser retrabalhado com a atualização desenvolvida pela Pradomatic e correção técnica da origem do problema. No caso de comprometimento de pecas internas, nosso setor de usinagem de recondicionamento de conversores de torque irá realizar a troca dos componentes danificados, recuperar o que for possível a fim de recondicioná-los adequadamente, sempre cobertos pela nossa garantia de dois anos.

Para maiores informações estaremos a sua disposição para quaisquer outros esclarecimentos.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 Pradomatic Câmbios Automáticos

Desenvolvimento: