Óleo de cambio automático não precisa trocar . Somente completa o nível? Será mesmo verdade?

Óleo de cambio automático não precisa trocar . Somente completa o nível? Será mesmo verdade?

November 28, 2019

A Maioria dos consultores técnicos de concessionárias bem como alguns técnicos da área de reparação passam informações sem qualquer fundamento técnico sobre a necessidade de troca de óleo do câmbio automático.

 

Geralmente informam que se deve trocar somente aos 100.000 ou 130.000 km, outros dizem que “Óleo de cambio automático não se troca, somente completa”, e ainda há os que dizem que utilizam o Fluído ATF   “Long Life ou Life time “  que dispensa troca – certamente este fluido deve vir de Marte!

 

O principais Institutos de Pesquisas de Lubrificantes do Estados Unidos e Europa, demonstram que estas teorias não têm fundamento e beiram a irresponsabilidade. O óleo degradado pode afetar a longevidade dos câmbios automáticos com sérios e dispendiosos resultados. 

 

Posso afirmar que todos os câmbios, sem exceção, sejam eles de configuração CVT, DSG, DCT, DCTF, ou Automático convencional devem mandatoriamente ter o fluído trocado ao fim do terceiro ano de uso, onde comumente o automóvel estará com aproximadamente 45.000 km rodados e o fluído ainda com características químicas e físicas adequadas apesar de já poderem apresentar degradação ou coloração escurecida.

 

Os fundamentos técnicos completos estão disponíveis em nosso site no Blog : QUANDO DEVO REALMENTE TROCAR O OLEO DO CAMBIO AUTOMATICO ?

 

Alguns Efeitos principais da degradação do óleo pelo tempo

 

Oxidação:  Este evento pode provocar elevação de temperatura de óleo e queima de aditivos bem como a formação de resinas, vernizes e lacas abrasivas.

 

Sedimentação: degradação dos aditivos do óleo. Alguns aditivos funcionam mantendo a fuligem em suspensão, no entanto, quando os aditivos se desgastam, a fuligem começará a aglomerar-se e irá eventualmente sedimentar-se no óleo, formando depósitos em superfícies metálicas e acumulando na parte inferior do cárter e filtro de óleo. 

Filtração:  O filtro de óleo com o tempo de uso irá congestionar com os aditivos antiespumantes e contaminantes, tais como a fuligem e a água. 

 

 

Indicadores do momento da necessidade de troca de óleo imediata.

 

- Superaquecimento do motor por qualquer razão;

- Sobrecarga do veículo por longo período;

- Atolamento em barro ou areia, ou tração de peso considerável acima da capacidade de carga do veículo;

- Contaminação do fluido com água;

- Uso prolongado em práticas esportivas.

- Utilização acima de 3 anos

 

Monitorar a eficiência do câmbio e a análise do óleo a cada 40.000 km pode ser usada para detectar falhas iminentes. Por vezes, os resultados da análise do óleo podem indicar o início de defeitos causados por congestionamento de filtros, restrições  em caixa de válvulas  Mecatronico, eletroválvulas e materiais de fricção.

Em qualquer destas circunstâncias procure a PRADOMATIC para coletar e examinar a amostra do fluído para um diagnostico sem compromisso.

 

 

f

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque